Textos

La Mémoire

19:32


 Eu vejo que nada mudou. Porém, sinto que as coisas não são mais como eram.
 Passo do seu lado e finjo não olhar, encaro fixadamente o chão - desviando-me de seus olhos âmbar julgadores - mas, a quem se atrever a me perguntar... ah, eu vou negar.
 Passo todas as horas de meu dia tentando não pensar em você, como antigamente, contudo dessa vez sinto uma pontada de tristeza. Há poucos dias, quando sua imagem vinha à minha mente eu afastava rindo, na certeza de que te veria novamente, agora minha garganta se fecha e meu coração vacila.
 Mas as coisas mudam, não é? Ouço por aí que mudam. Bem, pelo menos gostaria que meus sentimentos mudasse da noite para dia, que esta angústia infundada se fosse.
 Veja só, posso não ter conseguido trocar mais de duas palavras com você, mas ao menos tu me rendeu a descoberta de mais bandas folks, por minha busca de músicas aleatórias que contassem o que não consigo.
 O que mais posso te dizer? Faltam-me palavras, ou talvez eu que não queira dize-las, porém você já deve saber. Gostaria de poder te apagar. Fui pega num momento e você também, mas isso era tudo, só um momento, e ele passou.
 Todas as vezes que meus olhos procuravam teus sinais, como seu nome me deixava inquieta ao chegar em meus ouvidos, quero que sejam lembranças distantes, porém as lembranças veem como flashbacks e claramente tudo isso ainda faz parte do meu cotidiano. Esses sentimentos não me abandonam, ao contrário de você.
 Sei que vai demorar, se não levar pra sempre, sigo lutando com meus pensamentos.
 Quem sabe um dia eu esqueço.

Guardei na memória pedaços de conversas.
— Graciliano Ramos

Textos

Não foi Amor

21:26


 Não vou dizer que te amei, aquilo não foi amor, massei que também não foi "nada". Até porque eu desejei que tivesse sido isso mesmo... um grande nada, que esquecesse, desejei todas as noites, todas as vezes que te vi de longe e desviei o olhar e, principalmente, quando senti uma dor insuportável no meu peito.

 Ainda me pergunto o que aconteceu exatamente, "Quando é pra ser, é; e quando não é, não há nada que você possa fazer" é uma frase que li muito pela internet, porém nunca havia compreendido como agora. Talvez você já gostasse dela, ou minhas prioridades (que sempre foram outras) entraram no meio, ou quiçá fosse somente essa minha mania de ficar repetindo: "não me importo",que te afastou, mas você andou para trás.
 Minha inexperiência ainda não me permite dizer se o que senti foi algo mais, só sei que doeu. De vez em quando isso acontece mesmo, você leva uma pancada que não esperava, olha para os lados e não chega a nenhuma conclusão sobre o porquê, só tem a dor pra te lembrar que aconteceu.
 E isso era tudo que eu não precisava, já sou desconfiada quando se trata da minha vida amorosa, do tipo que fica na borda, na ponta dos pés, e não se joga, independentemente da pessoa que esteja lá para supostamente me apanhar. Porque eu sempre acho que vou cair de cara. Eu não precisava de mais essa dose de desconfiança, e provavelmente essa angustia seja por causa dessa desilusão, que eu nem deveria ter criado. Sabia disso, mas ela se fez sozinha e quando dei por mim já estava na minha cozinha, fazendo o chá da tarde.
 Não foi por ausência de conhecimento. Sempre soube das suas intenções, das demoras nas respostas, que quando vinham eram vagas, as mentiras, das outras... mas eu queria, queria, simplesmente porque queria, e como te quis! Aliás, não teve nenhum motivo especial, isso também foi um ponto triste nesse desejo, nessa história...
 Eu ainda não sei o que foi, só sei que não foi amor.


"Eu cansei de esperar porque o sol não deixa de ser pôr no final do dia e o ponteiro do relógio não cessa um segundo se quer. Eu cansei de esperar porque você não vem nunca e nunca é a minha sentença, porque você não quis ser, não quis ficar e somar, você não quis vir e por isso eu cansei. Eu cansei porque os meus dedos procuram por você, é involuntário e se alguém controla o próprio corpo quando gosta de alguém, por favor, me apresente esse alguém. E já que cansei de esperar por você, quem sabe, esse alguém não esteja esperando por mim. Quem sabe como num filme em câmera lenta a gente deixe os livros caírem e numa troca de olhares nos apaixonamos. Mas tem que ser dessa vez, porque de imaginação, eu cansei".
— Querido John. 

Le Nouveau Départ

21:21


 Após tantos recomeços, mais um. Pois é.
 Um blog com menos coisas em seu layout, com os antigos textos reescritos e novo conteúdo saindo do forno. Quando decidi entrar na faculdade, também tomei a decisão de me afastar das redes sociais e isso inclui o antigo Lost in Thoughts, e quando retornei já não me reconheci ali. Pensamentos mudaram, sentimentos também, fora minha técnica de redação (que apenas se desenvolveu), minha marca está diferente. Então, se já não sou mais a mesma, como continuar fazendo do mesmo modo? Então, passarei um tempo transcrevendo os textos que quero trazer para cá e produzindo novos. Postarei com frequência? Certamente, não, porém postarei. Espero treinar bastante aqui e, quem sabe, arrumar os meus pensamentos confusos enquanto escrevo.